Especializações

WINDOWS NA NUVEM DA AWS

A AWS é a melhor plataforma de nuvem para executar aplicativos baseados em Windows. De acordo com o IDC, 57% das cargas de trabalho Windows Server são executadas na AWS, que executa duas vezes mais instâncias do que o segundo maior provedor de nuvem. Um teste realizado pela DB Best indica que o SQL Server na AWS também apresenta, consistentemente, uma performance duas a três vezes melhor em relação ao próximo maior provedor de nuvem.

Na AWS você pode escolher entre as várias versões que Microsoft SQL Server oferece, inclusive a versão mais recente o SQL Server 2019, abrangendo todas as quatro edições (Express, Web, Standard e Enterprise). Além disso, a AWS é compatível com tudo o que você precisa para criar e executar aplicativos Windows, incluindo Active Directory, .NET, System Center, Microsoft SQL Server, Visual Studio, Remote App e o primeiro e único sistema de arquivos nativo do Windows totalmente gerenciado disponível na nuvem com o FSx for Windows File Server.

Com um time de profissionais certificados, a WH1 realiza projetos de migração da sua infraestrutura de TI para a Nuvem da AWS, com especialização em cargas de trabalho Windows. Desenvolvemos também projetos de redução de custos, realizando o gerenciamento e o monitoramento da sua Cloud, além de dar suporte técnico para seus gestores de TI, tudo isso para assegurar que você tenha uma experiência ótima em Cloud Computing.

Em parceria com a AWS ajudamos os clientes a reduzirem o custo geral ao executar o Windows na nuvem, podendo ajudar os clientes a economizar até 90% com os custos de computação do Windows. Os clientes também podem economizar dinheiro transferindo as suas licenças da Microsoft para hosts dedicados na AWS, um recurso chamado de BYOL (Bring Your Own License) ou traga sua própria licença. Hosts dedicados também são uma ótima opção para instâncias do SQL Server ou Windows que não têm software assurance.

Veja nossos cases contanto as histórias de sucesso de clientes com suas cargas de trabalho Windows na AWS:

LATIFUNDIO JEANS

A Latifundio Jeans fabrica e comercializa Jeans há mais de 30 anos, possui lojas de atacado e varejo no polo de modas do Barro Preto em Belo Horizonte e fábrica própria em Dores do Indaiá – Minas Gerais, a marca apresenta em suas peças masculinas e femininas a versatilidade do jeans com muito estilo, sem perder o conforto. Seus produtos são comercializados por lojistas de 150 municípios espalhados geograficamente pelo Brasil e no e-commerce da empresa. 

Desafio

A Latifundio enfrentava problemas com a disponibilidade do sistema de vendas, seus servidores on-premisse estavam muito antigos, apresentando falhas frequentes, licenças obsoletas de sistema operacional e banco de dados, aliado a uma reestruturação organizacional pela qual a Latifundio se encontrava naquele momento.

Solução

A solução proposta pela WH1 foi implantar o sistema de vendas e produção da Latifundio na nuvem, pois a empresa é composta de várias unidades de negócio e centralizar as informações, reduzir os custos de gerenciamento dos servidores em uma nuvem publica de alta disponibilidade e confiabilidade, com custos muito inferiores a renovação do datacenter on-premisse, foram fatores decisivos para a tomada de decisão da diretoria.

A solução encontrada, foi a implantação de um Workload Microsoft na Amazon Web Services, pioneira em Cloud Computing, para suportar o ERP (Enterprise Resource Planning ou Sistema Integrado de Gestão Empresarial) do Instituto.

Resultados

Com a migração para a nuvem, houve um aumento expressivo da disponibilidade da aplicação, aumento da velocidade de acesso nas lojas, grande diminuição de riscos com a questão segurança da informação e plano de continuidade de negócio.

De acordo com Leonardo, sócio da Latifundio Jeans, “O ambiente em nuvem da AWS se apresenta viável para pequenas e médias empresas, que possuem ambientes com pequenas e médias escalas, ou ainda para empresas em fase inicial. Elas podem contar com servidores e serviços com grande disponibilidade e segurança sem precisar investir muito. No nosso caso, por exemplo, os servidores e serviços que atendem as lojas físicas, ficam ligados apenas em horario comercial, reduzindo nossos custos.”

Lições aprendidas

Uma das lições aprendidas nesse caso foi a implantação do Remote APP da Microsoft, com ele os usuários do Windows puderam desfrutar de aplicativos remotos com a mesma experiência de inicialização que os aplicativos locais.

A implementação do Remote APP reduz o risco de perda de dados e atividade mal-intencionada, impedindo o acesso a aplicativos e dados com base no local, dispositivo e outras regras da política de segurança definida. Os administradores de TI podem publicar e gerenciar facilmente uma ampla variedade de aplicativos de forma rápida e com baixo custo operacional.

INSTITUTO AQUILA

O Instituto Aquila é uma consultoria internacional que oferece soluções gerenciais de excelência global, focadas na melhoria dos resultados de seus clientes.

Com atuação em 15 países da América, Europa e Oceania, possui experiencia de mais de 800 projetos em carteira, apoiados por escritórios no Brasil, Colômbia, Austrália e Suíça. Estes projetos são conduzidos por uma equipe de 400 profissionais espalhados pelo mundo.

O Aquila mantém um Centro de Estudos em Zurique, onde são conduzidas pesquisas e desenvolvidas inovações em gestão, investe, também, na transferência de conhecimento por meio da Escola de Gestão Aquila e na construção de softwares de gestão para atender seus clientes, por meio do Aquila Tech.

Desafio

A diretoria de tecnologia do Instituto Aquila tinha o desafio de proporcionar à organização uma estrutura tecnológica moderna, segura e com baixo custo, que fosse capaz de integrar, de forma rápida, várias sedes e uma equipe espalhada geograficamente. Tudo isso com altíssimo nível de segurança da informação, escalabilidade e disponibilidade, requisitos fundamentais para o negócio do Instituto Aquila e seus clientes.

Naquele momento, o maior desafio era implantar um ERP na plataforma Microsoft em tempo recorde. “Tínhamos a necessidade de ser ágeis e eficazes, por isso optamos pela nuvem”, afirma Joel Cedraz, responsável pela área de Tecnologia do Instituto Aquila.

Solução

Como possibilitamos ao Instituto Aquila ser uma empresa 100% Cloud Computing, evitando altos investimentos em infraestrutura local e que o investimento fosse proporcional ao tamanho da empresa naquele momento, sem se preocupar em adivinhar seu crescimento futuro?

A solução encontrada, foi a implantação de um Workload Microsoft na Amazon Web Services, pioneira em Cloud Computing, para suportar o ERP (Enterprise Resource Planning ou Sistema Integrado de Gestão Empresarial) do Instituto.

No teste do ERP em nuvem (prova de conceito), foi identificada a necessidade de executar algumas melhorias no software para que ele fosse 100% compatível com o ambiente Cloud. Durante este trabalho de adaptação, a WH1 prestou suporte técnico para que as melhorias realizadas extraíssem a máxima performance disponibilizada pela tecnologia em nuvem da AWS.

Após esse trabalho em conjunto, foi possível disponibilizar um ambiente com o dimensionamento exato para a necessidade do Aquila, evitando gastos com servidores e serviços ociosos.

Resultados

Com os recursos da nuvem da AWS, foi possível disponibilizar o ERP para toda a equipe e sedes do instituto, com baixo custo de investimento, alta disponibilidade, confiabilidade e segurança das informações.

Sem precisar se preocupar com a infraestrutura dos servidores, a área de tecnologia do Aquila dedica-se a criação de novas ferramentas e aplicações, inovando e agregando máximo valor ao negócio. “Hospedando nosso ambiente na Amazon web Services e contando com o gerenciamento do ambiente da WH1 Cloud Computing, não tenho mais preocupações com infraestrutura de TI somente com o negócio”, afirma Joel.

Lições aprendidas

“Uma das lições aprendidas nesse caso foi a necessidade de baixa latência para aplicações client server, pois quando migramos o banco de dados dos EUA para o Brasil a usabilidade da aplicação melhorou muito, apesar do custo maior valeu a pena”, relata Joel.